“ah, que maçada quererem que eu seja da companhia!”

logo no início das férias de julho, o joão teve um AVC. como você está se perguntando como é possível uma criança pequena ter isso e eu não sou médica, usarei a explicação que a própria mãe do joão me deu: existe uma bactéria chamada micoplasma que, comumente, provoca pneumonia. porém, há treze – agora quatorze – casos registrados no mundo inteiro em que esta bactéria provocou acidentes vasculares cerebrais. no caso do joão, ela se instalou em sua artéria cerebral e paralisou o lado esquerdo de seu corpo.

como ocorre com toda boa criança espevitada, a recuperação do joão “surpreendeu os médicos” e ele já saiu do hospital andando bem. para a recuperação domiciliar, restou o braço e a mão, que estão sendo tratados com fisioterapia, terapia ocupacional e hidroterapia. hoje, quase dois meses depois do AVC, o braço do joão segue preferencialmente “caidinho” ao lado do corpo e a mão, fechada, ainda que ele consiga movimentar ambos quando quer. com a mesma velocidade que o joão se recuperou da “pior parte”, ele se adaptou à lentidão de seu braço e mão e agora dá muito mais preferência ao lado direito, que já era seu lado dominante. ainda assim, não há nada a temer com relação à recuperação do joão, que vai de vento em popa.

para o joão, foi explicado que seu braço e perna dormiram. foi esta a forma que sua família encontrou para explicar o que havia acontecido com ele e foi assim que ele entendeu o que aconteceu com seu corpo. a perna, diz ele, já acordou. o braço ainda está dorminhoco.

***

ontem o carlos chegou à escola andando esquisito. a perninha esquerda ia devagar na escada e, ao ser questionado, ele me contou que havia caído no clube na tarde anterior e sua perna estava doendo. como ele estava bem disposto e o problema pareceu mais o subir/descer escadas, fiquei de observar seu comportamento ao longo da manhã. algum tempo depois, peguei em seu braço esquerdo e levei o maior susto:

– AI, TEACHEEEEEEEEEEEEEEER! VOCÊ PEGOU NO MEU BRAÇO MACHUCADOOOOOO! TÁ DOENDOOOOO! 

carlos chorava de dor naquele momento e eu fiquei bem sem saber o que fazer, já que eu não tinha pegado em seu braço com força, de modo que seria fisicamente impossível tê-lo machucado. novamente, ele me contou da queda do dia anterior. como ele logo se acalmou e tudo voltou “ao normal”, resolvi que ia escrever na agenda que tinha pegado no braço dele e que ele tinha urrado de dor. escrevi.

***

hoje encontrei o carlos com o braço engessado logo de manhã. ele foi levado ao hospital e, segundo sua mãe, um dos ossos de seu braço está “lascado”. ele ficará um mês engessado. à medida que as crianças iam chegando, o próprio carlos explicava para os colegas o que havia acontecido. o joão, porém, chegou atrasado e todos já estavam na aula de música quando eu o recebi no portão.

– joão, você nem sabe o que aconteceu. o carlos quebrou o braço e tá engessado! agora o braço dele tá mais dorminhoco que o seu. 

– HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA [e saiu correndo para ver o carlos] 

joão passou o dia se sentindo o mais normal dos homens, era visível. o que é um braço meio caidinho quando o de seu colega está preso por uma tipoia junto ao corpo, afinal? só quem sabe o que aconteceu com o joão percebe uma diferença em seus movimentos. o carlos, não. a tragédia de carlos está estampada em seu tronco e o joão sabe disso.

a tragédia alheia tem duas grandes funções sociais: a primeira, mais politicamente correta, é a de criar empatia, exercitar a alteridade e o olhar para o próximo. a segunda, um tanto cretina mas, convenhamos, demasiadamente humana, é ver que a vida poderia ser muito pior e sair saltitante por aí, apesar de um probleminha ou outro.

o joão está bem. o joão está óóóóótimo.

 

 

* os nomes das crianças são fictícios e o nome e localização da escola jamais são mencionados neste blog por questões de proteção à intimidade.

Anúncios

5 opiniões sobre ““ah, que maçada quererem que eu seja da companhia!”

comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s